Telefone (11) 3500-0001 Email contato@franciscorezek.adv.br

No feriado de 7 de setembro, ocorreu na pequena cidade de Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais, o festival Hack Town. O evento reuniu um público altamente diversificado: estudantes, empreendedores, pesquisadores, entre outros. Os três eixos do festival – Arte, Tecnologia e Empreendedorismo – foram muito bem representados com palestras, workshops, rodas de discussão e apresentações com excelente conteúdo. Nós estivemos no Hack Town 2017 e tivemos a oportunidade de palestrar no evento; esse artigo busca justamente dar um depoimento sobre nossa experiência e de porque com certeza voltaremos no ano que vem.

Francisco Rezek Sociedade de Advogados

Instituto Nacional de Telecomunicações

Tudo começou com um contato entusiástico com um dos organizadores do evento, Carlos Vilella. Pesquisador do INATEL, o Instituto Nacional de Telecomunicações, e sócio do festival, o Carlos foi de enorme gentileza em nos receber, mas o que despontou nos nossos contatos foi sua empolgação com o festival. Hoje posso dizer que compartilhamos dela e compreendemos.

O Hack Town teve como inspiração o famoso festival anual South by SouthWest, ou SXSW para os mais íntimos, que acontece todos os anos no Estados Unidos. O festival é famoso pelo seu tamanho e diversidade e é tido hoje como vitrine de inovações em diversos campos. Ainda que essa seja a inspiração, o Hack Town, apesar de ser um festival grande e com uma programação digna de nota, afasta-se (felizmente) daquele modelo pois a experiência de quem participa é muito mais íntima: com os temas, com os palestrantes, com a própria cidade de Santa Rita do Sapucaí, que por si só vale a visita.

Entre as grandes apoiadoras, encontramos poucas empresas grandes, com destaque para o Google Launchpad, que sediou muitos eventos para desenvolvedores de software. Entre os palestrantes, encontramos grandes nomes, mas também especialistas que se revelam pela genialidade de suas exposições. No geral, o festival combina muito bem com a cidade. Santa Rita do Sapucaí tem se consolidado nos últimos anos como um importante polo tecnológico de Minas Gerais, o que possivelmente se deve à instalação do Instituto Nacional de Telecomunicações na cidade e de centros acadêmicos e técnicos voltados à área. Francisco Rezek Sociedade de Advogados

Eu e dois colegas, Jonathas e Kim, sócios do Diz e Soler Advogados, escritório parceiro da Francisco Rezek Sociedade de Advogados, pudemos acompanhar dois dias da programação intensa do festival. Desde a chegada à cidade, a impressão era de uma grande festa ao ar livre: pessoas de todas as idades, cada uma com seu crachá colorido, caminhavam por todas as ruas por que passamos; a praça no centro da cidade recebia a todo tempo atrações musicais e contava com 4 dos diversos palcos para eventos do festival; o clima era de comunicação aberta, pessoas dispostas a conhecer tudo o que fosse diferente e desconhecido.

Tive a oportunidade de falar um pouco a uma plateia atenta sobre um tema que me é caro: o anonimato, sua relevância para a liberdade de expressão e o discurso anônimo (ou semi anônimo) na Internet. A aula virou uma conversa animada com a audiência, as dúvidas surgiram e, se não foram totalmente esclarecidas, ao menos renderam bons pitacos, e a experiência em si foi recompensadora.

Agradeço àquelas pessoas comprometidas que enfrentaram o calor de 30° C que fazia para assistir à minha palestra e ainda tiveram disposição para rir das minhas tiradas sem graça. Agradeço também à organização do festival, que foi muito eficiente e, em especial, agradeço ao Carlos pelo convite. No ano que vem, com certeza, estaremos lá novamente!

Francisco Rezek Sociedade de Advogados

Copyright 2016, Fancisco Rezek Advogados | Todos os direitos reservados

Scroll to Top